quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Rebelem-se!

Mais uma vez consegui invadir o sistema da Sociedade, mas tenho pouquíssimo tempo. Desde minha última invasão, os Funcionários multiplicaram seus cuidados – por isso demorei tanto para voltar a entrar em contato com vocês.

Agora mesmo estão atrás de mim. Preciso correr, por isso deixarei aqui um poema que não foi incluído na Lista dos 100 Poemas. Ele foi escrito por Dylan Thomas, um poeta de uma Província galesa que viveu há muito, muito tempo. Estas palavras me ajudaram a abrir os olhos. Espero que abram os de vocês também.

Não entres nessa boa noite com doçura

Não entres nessa boa noite com doçura,
Pois a velhice deveria arder e delirar ao fim do dia;
Odeia, odeia a luz cujo esplendor já não fulgura.

Embora os sábios, ao morrer, saibam que a treva lhes perdura,
Porque suas palavras não garfaram a centelha esguia,
Eles não entram nessa noite acolhedora com doçura.

Os bons que, após o último aceno, choram pela alvura
Com que seus frágeis atos bailariam numa verde baía,
Odeiam, odeiam a luz cujo esplendor já não fulgura.

Os loucos que abraçaram e louvaram o sol na etérea baltura,
E aprendem, tarde demais, como o afligiram em sua travessia,
Não entram nessa boa noite com doçura.

Os graves, em seu fim, ao ver com um olhar que os transfigura,
Quanto a retina cega, qual fugaz meteoro, se alegraria,
Odeiam, odeiam a luz cujo esplendor já não fulgura.

E a ti, meu pai, te imploro agora, lá na cúpula obscura,
Que me abençoes e maldigas com a tua lágrima bravia.
Não entre nessa boa noite com doçura,
Odeia, odeia a luz cujo esplendor já não fulgura.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Samantha Aide conta como faz fotos dela mesma



Ally Condie disse em um artigo que foi a própria Samantha Aide, modelo das capas da trilogia “Destino”, que se fotografou. Confira abaixo o que Samantha disse sobre isso.

“É um processo de tentativa e erro no início, mas depois disso é razoavelmente fácil. Eu consigo tirar essas fotos minhas de corpo inteiro, eu mesma, com controle remoto. Eu conecto o transmissor na minha câmera e deixo o controle na minha mão. Quando estou pronta, aperto o botão do obturador no controle e três segundos depois a câmera tira a foto. Eu a programo com um timer de três segundos para eu ter tempo de ‘esconder’ o controle e colocar minhas mãos onde elas precisarem estar na foto. Eu faço várias tentativas para descobrir todos os pequenos detalhes que fazem a foto. Onde eu preciso me posicionar, como eu quero os acessórios posicionados, como eu quero que meu figurino fique, a iluminação, etc. Uma vez que eu tenha tudo decidido, eu só tento alguma coisa de leve entre uma foto e outra.”

Samantha certamente se diverte fazendo suas fotos e você também pode! Basta usar uma câmera com timere deixar a imaginação fluir. Que tal fazer fotos inspiradas em “Destino”? Depois nos envie que teremos prazer em publicar!

Comments

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A garota da capa


Muitos de vocês já nos questionaram sobre a menina das capas de “Destino” e de “Crossed”. Por isso, apresentamos a vocês a modelo e fotógrafa Samantha Aide.



Ela foi descoberta pela editora de “Destino”, que viu a foto acima e gostou do vestido. Theresa, da editora, enviou um e-mail para Samantha perguntando sobre a possibilidade dela fazer a fotografia da capa. Algum tempo depois, a contratação foi feita.

Samantha tem um Flickr onde posta diversas fotos que ela tira dela mesma e de coisas de seu dia-a-dia. Você pode vê-lo clicando aqui.

Vocês acham que ela foi uma boa escolha para as capas? Comentem dando sua opinião!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Escrevendo sobre o tempo


Aproveitando o fim de suas férias para receber perguntas de fãs, Ally tem publicado algumas respostas em seu blog. Numa delas, a autora de “Destino” fala sobre como é escrever sobre o tempo. Confira abaixo a pergunta enviada por uma fã e a resposta de Ally.

Escrever sobre o tempo… Não a hora no relógio, mas o tempo que passa em uma história. Você simplesmente escolhe onde quer que sua personagem esteja em seguida? Você usa algum tipo de transição? Pergunto porque quando escrevo, não quero mostrar cada dia ou semana (nada realmente acontece durante esse tempo), mas me vejo querendo pular algumas semanas ou meses.

Sim, eu pulo para a frente no tempo e, sim, eu uso transições. Acho que dá para dizer, quando se lê meus livros, quando eu tendo a fazer isso – se eu avanço no tempo, geralmente sinalizo a transição de alguma forma ou, se eu sentir que isso estará claro no texto, não sinalizo tão explicitamente. Mas, sim, eu gosto de avançar no tempo. Ou às vezes regredir. Gosto de brincar com o tempo. Eu DEFINITIVAMENTE não gosto de mostrar cada dia, etc. numa história. Só os interessantes.

Se você já leu “Destino”, deve ter percebido que Ally gosta de usar as estações do ano para indicar as mudanças de tempo. E um dos assuntos que ela mais gosta de abordar quando volta ao passado é a infância de Cassia.

Que outras características das passagens de tempo que Ally constrói vocês já notaram?

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Ally fala do processo de edição


As férias dos filhos de Ally estão chegando ao fim e isso significa que as dela também. Por isso, ela aproveitou este finalzinho para responder a várias perguntas de seus fãs. Em uma delas, a autora de “Destino” conta como é, para ela, o processo de edição de um livro. Confira!

Como é o processo de edição? Não a edição que você faz antes de enviar o livro para a editora, mas a que você faz depois. Quão diferentes eram “Destino” e “Crossed” antes de você enviá-los com o pensamento de que terminou (terminou na sua visão, não na de um leitor/editor profissional)? A trama sofreu grandes mudanças? Você tem o poder do veto ou precisa acatar ao que seu agente e sua editora pedem?

A resposta para isso é meio complicada. Porque eu passei pelo processo de edição com cinco livros antes de “Destino”, eu sabia quando enviei que aquilo não estava “terminado”, e eu sabia que trabalharíamos juntos por algum tempo. Estou muito satisfeita com as duas editoras com as quais trabalhei, Julie Strauss-Gabel e Lisa Mangum. Elas foram fantásticas e confiei absolutamente nelas. E com Lisa, eu revisei meu primeiro manuscrito três vezes antes dela aceitá-lo para a publicação! Então eu sempre estive preparada para fazer muita edição e aceitar muitas sugestões. Muitas vezes houve mudanças significativas, e meu lema é “vou tentar qualquer coisa que a editora sugerir”. Por que não? Elas são pessoas muito, muito espertas, têm um olho para coisas que você não consegue ver, e você pode sempre salvar sua velha versão em um documento caso a ache melhor. O que, propositalmente, nunca aconteceu. Sempre fiquei feliz por ter feito as mudanças. Elas sempre resultaram em um livro melhor, mesmo que tenham parecido difíceis de fazer a princípio.

Algum de vocês já pensou em fazer carreira literária? Ally é um ótimo exemplo de como um autor deve se comportar neste ramo tão competitivo.

Acesse sempre o blog para ficar por dentro de mais perguntas que Ally respondeu.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Dia dos Solteiros


Hoje, 15 de agosto, é o Dia dos Solteiros.

Solteiros são aquelas pessoas que optam por não ter um Par e, portanto, não têm um Banquete do Par para si. Ao contrário daqueles que decidem seguir as orientações do Sistema de Pares, os Solteiros passam a vida inteira sem se comprometer oficialmente com alguém.

A principal diferença existente na vida de um Solteiro é que ele pode sair em diversos encontros, com pessoas diferentes – mas sempre monitorados pelos Funcionários, para garantir que tudo saia bem. É tudo uma questão de estilo de vida.

A Sociedade oferece aos Solteiros seus melhores votos pelo dia de hoje!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Ally responde a mais perguntas dos fãs

Ally Condie respondeu esta semana em seu blog novas perguntas que os fãs enviaram. Ela fala sobre o título do terceiro livro, do que ela mais gosta no mundo governado pela Sociedade e de diversos outros assuntos relacionados ao livro. Confira!

Eu estava me perguntando se você já escreveu livros antes de “Destino” que não foram publicados.

A resposta para isso é não, mais ou menos. Tenho vários manuscritos parciais que nunca foram publicados, mas na época que eu escrevi “Destino” eu nunca havia escrito nenhum romance inteiro que não tenha sido publicado. Entretanto, depois que eu escrevi “Destino” eu escrevi um livro que nunca foi publicado. Para mais informações sobre isso, leia a próxima pergunta…

Depois de terminar “Destino” e enquanto procurava uma nova editora, o que você fez para manter sua rotina de escrita? Você começou a escrever a continuação de “Destino”, trabalhou em um projeto diferente ou só se focou na busca por editoras?

Depois que eu terminei de escrever “Destino” eu comecei a escrever um livro para meu primeiro editor. Minha rotina de escrita era exatamente a mesma – várias horas por dia durante a semana e o dia inteiro nos sábados. Eu estava relativamente agressiva com a busca por um editor (eu mandava umas 10 cópias do livro por semana), mas eu sabia que queria ter meu próximo livro já escrito para minha primeira editora. Na época, eu não fazia ideia do que aconteceria com “Destino” – se acontecesse – então eu queria continuar trabalhando no outro projeto.

Esse livro nunca foi publicado. Quando tudo aconteceu com “Destino”, minha primeira editora e eu conversamos. Eu sabia que não poderia escrever para ambos (não havia tempo suficiente para fazer isso direito) e eles foram amáveis ao me desejar o melhor e dizer que eu poderia voltar se quisesse. Foi difícil sair após todos aqueles anos juntos – mas honestamente, não poderia ter sido melhor. O livro ainda está em um arquivo, não terminado. Está redigido, mas muito confuso. Às vezes me pergunto se o pegarei para dar uma olhada de novo.

Você pode nos falar um pouco sobre o título do terceiro livro?

Receio que não, porque ainda estamos conversando sobre isso. Mas postarei isso assim que for a hora.

Tem alguma ferramenta no seu blog que permitiria que você mostrasse as datas dos seus posts?

Provavelmente, mas eu não sei como encontrá-la. Isso também me enlouquece. Se alguém fluente em Wordpress puder me ensinar, seria o máximo.

Qual é a sua parte preferida sobre o mundo de Cassia?

A organização. Eu adoraria que as coisas em minha vida fossem mais organizadas. Não ter que cozinhar também seria ótimo.

Quando você imaginou o mundo de Cassia, que fatores da nossa sociedade moderna a ajudaram a criar a dela?

Vários fatores – mas um dos meus favoritos e que eu menciono muito quando falo sobre o livro é como nossa sociedade está perdendo a habilidade de escrever com a mão.

Por que você é tão legal?

Eu não sou legal, mas essa pergunta me fez ganhar o dia.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O CONTO DE UM SOLDADO

Uma das músicas que serviram de inspiração para Ally Condie enquanto ela escrevia a continuação de “Destino” é “Edwin’s Tale – 1862”, cantada por Peter Breinholt. Ela estará na trilha sonora de “Crossed” e conta a história de um soldado em meio a uma guerra. Confira a música e a letra a seguir.




Edwin’s Tale – 1862
I can see the lights go down on Bethel town
And I can see the banners fly tonight
Somewhere out there the cannon’s lighting up the sky
And everything is faded into white
I saw on high an angel fly
And looking down upon me there
The stars tonight
Light up the sky
And everything is quiet
Don’t take me wrong
And as I stand here wondering
I can’t breathe at all
I can’t breathe at all
I can’t breathe at all
Oh no no
Thomas I don’t know what will become of me
And I have never seen this sort of thing
And I have never felt so many miles away
And everything I know I keep it in
And I hear a sound
And looked around
But everyone was quiet
Then from on high
An angel choir
A million voices singing
Don’t take me wrong
And as I’m down here watching
I can’t breathe at all
I can’t breathe at all
I can’t breathe at all
Someone’s singing songs out there tonight
Li li li li
High li li li li li
High li li li li li
High li li li li li
And still I’ll get on
When there’s nothing but songs
And there’s nothing but songs
In my head
In my head now
In my head
Oh whoa whoa

E aí, será que haverá uma guerra em “Crossed”? Que surpresas Ally preparou para nós na nova fase da aventura de Cassia, Ky e Xander?


Para conhecer a tradução da música, leia o post completo.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

FANTRAILER DE “DESTINO”

Todos já sabem que “Destino” teve seus direitos vendidos para a Disney e que um filme já está sendo produzido (saiba mais aqui). Mas uma fã da trilogia não agüentou esperar e criou seu próprio trailer, usando cenas de outros filmes e séries para dar vida ao que ela imaginou enquanto lia a obra de Ally Condie. Veja abaixo.



E vocês, como imaginaram as personagens e o mundo de “Destino”? Se pudesse fazer um trailer do filme, como ele seria? Conte para a gente!

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

GARANTA O SEU “DESTINO”

Em novembro, “Crossed” será publicado nos Estados Unidos e não levará muito tempo para ser lançado também no Brasil. A ânsia de todos os Cidadãos que já leram “Destino” é grande.

Se você faz parte dos que ainda não leram ou não têm o livro, a Saraiva e a editora Objetiva estão fazendo juntas uma promoção imperdível do livro. Compre já o primeiro volume da trilogia criada por Ally Condie e garanta o lugar desta aclamada obra na sua prateleira!

Clique na capa do livro para comprar.


Acesse sempre o blog da Sociedade para saber das melhores novidades sobre a trilogia “Destino”.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ESCREVER BEM LEVA TEMPO

É o que diz a autora da trilogia “Destino”, Ally Condie. Dentre os vários pedidos que recebe em cartas e e-mails, um dos mais comuns é que dê dicas de como escrever bem. O conselho que ela tem a dar é praticar, assim a escrita melhorará gradualmente com o tempo.

“Não sou uma escritora naturalmente talentosa, que se senta, começa a escrever e coisas bonitas acontecem. Eu escrevi sete livros antes de ‘Destino’. Levei um longo tempo para melhorar,” disse Ally em seu blog. No mesmo post, ela mostra a escrivaninha na qual trabalha em seus livros.



Ela lista alguns itens essenciais de seu espaço de trabalho:

1. Seu computador de 2006 (e ela bate na madeira por ele ainda funcionar);
2. Dois copos de água, porque ela considera um sacrifício ter que se levantar para encher;
3. A cópia de “Everything is Fine”, que ela ainda precisa enviar para o leitor que o ganhou em uma promoção de seu blog;
4. Post-its que eram usados para separar os temas por cor, mas não são mais;
5. Uma pequena cópia de seu livro de poesias de Tennyson;
6. Uma impressora que ela odeia, mas continua usando mesmo assim;
7. Um pote de plástico que ela usa no chão para apoiar os pés.

Seu cantinho de escrita fica no quarto de hóspedes, no porão. Ela diz que o lugar é ideal porque, além de ter ar condicionado, a mantém afastada da confusão do dia-a-dia e é suficientemente quieto para ela conseguir se concentrar, ao mesmo tempo que permite que fique perto da família – ainda que ela seja “expulsa” do cômodo quando recebe visitas.

Outra característica importante de seu pequeno escritório é que ele fica pertinho da área de serviço, então quando ela tem um bloqueio criativo, há duas opções: continuar escrevendo ou dobrar meias. Isso faz com que ela se mantenha completamente focada na escrita.

Para quem quer fazer uma carreira literária, seguir o conselho de Ally é uma ótima ideia. O que vocês acharam da dica dela e de seu local de trabalho?

quarta-feira, 27 de julho de 2011

BRUCE SPRINGSTEEN NA TRILHA DE “CROSSED”

Um dos maiores nomes da música mundial, Bruce Springsteen, serviu de inspiração para Ally Condie durante o processo de escrita da continuação de “Destino”. Ela revelou que a música “This Hard Land” estará na trilha sonora de “Crossed” quando nos apresentou um pouco do cenário do livro.

Conheça esta nova faixa que vai embalar a segunda parte da jornada de Cassia, Ky e Xander.


This Hard Land

Hey there mister can you tell me what happened to the seeds I’ve sown
Can you give me a reason sir as to why they’ve never grown
They’ve just blown around from town to town
Till they’re back out on these fields
Where they fall from my hand
Back into the dirt of this hard land
Now me and my sister from Germantown
We did ride
We made our bed sir from the rock on the mountainside
We been blowin’ around from town to town
Lookin for a place to stand
Where the sun burst through the cloud
To fall like a circle
Like a circle of fire down on this hard land
Now even the rain it don’t come ‘round
It don’t come ‘round here no more
And the only sound at night’s the wind
Slammin’ the back porch door
It just stirs you up like it wants to blow you down
Twistin’ and churnin’ up the sand
Leavin’ all them scarecrows lyin’ face down
Face down in the dirt of this hard land
From a building up on the hill
I can hear a tape deck blastin’ "Home on the Range"
I can see them Bar-M choppers
Sweepin’ low across the plains
It’s me and you Frank we’re lookin’ for lost cattle
Our hooves twistin’ and churnin’ up the sand
We’re ridin’ in the whirlwind searchin’ for lost treasure
Way down south of the Rio Grande
We’re ridin’ cross that river
In the moonlight
Up onto the banks of this hard land
Hey Frank won’t ya pack your bags
And meet me tonight down at Liberty Hall
Just one kiss from you my brother
And we’ll ride until we fall
Well sleep in the fields
We’ll sleep by the rivers and in the morning
We’ll make a plan
We’ll if you can’t make it
Stay hard, stay hungry, stay alive
If you can
And meet me in a dream of this hard land

Clique aqui para ver a tradução.

Como a música fez você se sentir? O que será que vem por aí? Acesse sempre o blog para mais novidades sobre a trilogia “Destino”.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

“CROSSED” NA COMIC-CON

A Comic-Con acontece todos os anos na Província californiana de São Diego e é a maior feira do mundo dedicada à cultura pop. Em suas primeiras edições, seu foco eram as revistas em quadrinhos (comics). Com o tempo, porém, diversas produtoras, emissoras, editoras, marcas de brinquedos, etc. começaram a apostar na Comic-Con para exibir suas novidades.

Atualmente, a feira é um evento de sucesso que dura quatro dias por ano e oferece ao público a chance de ficar por dentro das melhores novidades no que se trata de filmes, séries, livros, brinquedos, revistas em quadrinhos, mangás, animes e outros.

E é claro que “Crossed” não poderia ficar de fora. Nos quatro dias da edição, havia uma galeria dedicada à obra de Ally Condie e alguns dos presentes até ganharam prévias do livro.

A continuação de “Destino” será lançada nos EUA em novembro e a expectativa é grande em todo mundo. E vocês, estão ansiosos?

sexta-feira, 22 de julho de 2011

“IN FOR THE KILL” É MAIS UMA CANÇÃO DA TRILHA SONORA DE “CROSSED”

Depois de “Empty”, de Ray LaMontagne, e de “A Dustland Fairytale”, de The Killers, conheça mais uma música que inspirou Ally Condie enquanto ela escrevia “Crossed” e, portanto, estará na trilha sonora do livro. A canção da vez é “In For The Kill”, da cantora La Roux. A letra fala sobre a eterna luta que todos têm com seus desejos, de mudanças e de dúvidas. Que tipo de cenas e enredos será que esta canção inspirou na continuação de “Destino”?



In For The Kill
We can fight our desires
Ooooh but when we start making fires
We get ever so hot
Ooooh whether we like it or not
They say we can love who we trust
Ooooh but what is love without lust?
Two hearts with accurate devotions
Ooooh but what are feelings without emotions?
I’m going in for the kill
I’m doing it for a thrill
I’m hoping you’ll understand
And not let go of my hand
I’m going in for the kill
I’m doing it for a thrill
I’m hoping you’ll understand
And not let go of my hand
I hang my hopes out on the line
Ooooh will they be ready for you in time?
If you leave them out too long
Ooooh they’ll be withered by the sun
Full stops and exclamation marks
Ooooh my words stumble before I start
How far can you send emotions?
Ooooh can this bridge cross the ocean?
I’m going in for the kill
I’m doing it for a thrill
I’m hoping you’ll understand
And not let go of my hand
I’m going in for the kill
I’m doing it for a thrill
I’m hoping you’ll understand
And not let go of my hand
Let’s go to war
To make peace
Let’s be cold
To create heat
I hope in darkness
We can see
And you’re not blinded
By the light from me
Oooooh oooooh oooooh oooooh ooooooooooh
I’m going in for the kill
I’m doing it for a thrill
I’m hoping you’ll understand
And not let go of my hand
I’m going in for the kill
I’m doing it for a thrill
I’m hoping you’ll understand
And not let go of my hand

Clique aqui para ver a tradução.

Que surpresas você acha que virão em “Crossed”?

quarta-feira, 20 de julho de 2011

CUIDADO! A SOCIEDADE ESTÁ AGINDO!

Como vocês não percebem? A Sociedade está agindo bem debaixo dos seus narizes! O ensino da escrita a mão agora será opcional nas Províncias de Indiana, nos EUA, e em breve deverá ser banido. Outras Províncias devem seguir o exemplo em breve. O argumento do governo é que as crianças precisam concentrar sua atenção no aprendizado da letra de forma, pois ultimamente tudo o que se faz é digitar em computadores, celulares etc.

Um memorando do Departamento de Educação de Indiana diz que “as escolas devem decidir se pretendem ensinar letra cursiva, mas recomendamos que deixem de ensinar e se foquem em áreas mais importantes. Também seria desnecessário encomendar apostílas que ensinem letra cursiva.” É óbvio que A Sociedade está, pouco a pouco, se infiltrando e assumindo o controle! E ainda nos fazem pensar que isso é uma escolha nossa… O sistema é ardiloso, não se deixem enganar.

Províncias da Carolina do Norte e da Geórgia, junto com as de outros 40 estados americanos, formam o Common Core Stated Standards Initiativa (Iniciativa para um Padrão Comum de Currículo), que luta para padronizar o ensino nos EUA e, assim, abolir de vez a escrita cursiva.

No Brasil, as Províncias estão indo pelo mesmo caminho. “Ela perdeu a prioridade,” afirmou a diretora de uma escola sobre a letra cursiva. Tem mais informações no G1.

Apenas digitar é exatamente o que eles querem! Assim, tudo o que escrevermos será digital e, consequentemente, estará sob o monitoramento deles. Eu mesma não sabia escrever a mão. Ainda bem que um amigo me ensinou a desenhar as letras. Agora minhas palavras não estão sob o domínio da Sociedade. Posso escrever, mostrar a quem interessar e depois destruir, se for preciso.

Acordem! Não deixem de escrever com sua própria letra! Não sejam manipulados pela Sociedade!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Clube do livro especial “Destino”

Um grupo de amigas que se reúne todos os meses para discutir e celebrar algum livro escolheu “Destino” para a última edição do evento. Elas fizeram uma festa temática toda relacionada à história e contaram com a ilustre presença de Ally Condie.

O clube completo, que já se reúne há mais de três anos.

Para combinar com a capa do livro, a decoração da festa teve muito verde. A comida foi servida em pratos de alumínio, como na história, pôsteres dos 100 Poemas e das 100 Canções estavam nas paredes e até os comprimidos tiveram seu lugar na mesa.





Além de ganhar seu próprio estojo com os três comprimidos, todo mundo saiu da festa com seu próprio artefato.



E você, que tal organizar sua própria festa de “Destino”? Nós ajudamos a divulgar e depois publicamos as fotos e vídeos que você fizer!


sexta-feira, 15 de julho de 2011

“A DUSTLAND FAIRYTALE”, DE THE KILLERS, ESTÁ NA TRILHA SONORA DE “CROSSED”

Ally Condie, autora de “Destino”, está divulgando pouco a pouco a trilha sonora de “Crossed”. No começo a semana mostramos “Empty”, de Ray LaMontagne, para vocês. Agora chegou a hora de conhecerem mais uma faixa que inspirou Ally enquanto escrevia o segundo volume da trilogia. Com vocês, A Dustland Fairytale, de The Killers!



A Dustland Fairytale
A Dustland Fairytale beginning
Just another white trash county kiss
In ’61, long brown hair, foolish eyes
He looks just like you’d want him to
Some kind of slick chrome American Prince
A blue jean serenade, and moon river, what you do to me
I don’t believe you
Saw Cinderella in a party dress
But she was looking for a nightgown
I saw the devil wrapping up his hands
He’s getting ready for the showdown
I saw the minute that I turned away
I got my money on a palm tonight
Change came in disguise of revelation, set his soul on fire
She says she always knew he’d come around
And the decades disappear like sinking ships
But we persevere, God gives us hope
But we still fear what we don’t know
The mind is poison
Castles in the sky sit stranded, vandalized
Drawbridges closing
Saw Cinderella in a party dress
But she was looking for a nightgown
I saw the devil wrapping up his hands
He’s getting ready for the showdown
I saw the ending when they turned the page
I took my money and I ran away
Straight to the valley of the great divide
Out where the dreams are high
Out here, the wind don’t blow
Out here, the good girls die
And the sky won’t snow
Out here, the birds don’t sing
Out here, the fields don’t grow
Out here, the bell don’t ring
Out here, the bell don’t ring
Out here, the good girls die
Now Cinderella, don’t you go to sleep
It’s such a bitter form of refuge
Oh don’t you know, the kingdom’s under siege
And everybody needs you
Is there still magic in the midnight sun
Or did you leave it back in 61?
In the cadence of a young man’s eyes
I wouldn’t dream so high

Você confere a tradução clicando aqui.

Com essa música, o que vocês acham que Ally está preparando para nós?

quarta-feira, 13 de julho de 2011

UM POUCO DO CENÁRIO DE “CROSSED”

Florestas, desertos, montanhas… A natureza faz muito bem para algumas pessoas e a autora de “Destino”, Ally Condie, se coloca entre elas. “O mundo natural me traz sanidade. Eu não sou uma garota da cidade,” disse em seu blog.

A natureza inspira seu trabalho e ambientes selvagens estarão muito presentes no decorrer de “Crossed”. Ela publicou uma imagem no blog que ilustra o que podemos esperar do segundo volume da trilogia.


Ally disse que essa foto é “um pouco como o cenário de ‘Crossed’. Desfiladeiros, riachos, deserto, água, céu e pedra.” Ela também divulgou mais duas faixas da trilha sonora do livro, e uma delas vocês conferem já no próximo post.

Com todas as novidades que estão saindo sobre a continuação de “Destino”, que aventuras vocês acham que esperam por Cassia, Ky e Xander?

segunda-feira, 11 de julho de 2011

“EMPTY”, DE RAY LAMONTAGNE, ESTÁ NA TRILHA SONORA DE “CROSSED”

Ally Condie já havia divulgado a trilha sonora que ela imaginou para “Destino”, composta por diversas músicas que a inspiraram enquanto ela escrevia o livro. Recentemente, ela divulgou algumas das primeiras faixas de “Crossed”. A continuação da aventura de Cassia, Ky e Xander só será lançada em novembro nos EUA, mas as músicas despertam a imaginação e ajudam a sentir um gostinho do que vem por aí.

Quando perguntaram para Ally sobre a playlist de “Crossed”, a primeira canção que ela respondeu foi “Empty”, de Ray LaMontagne. Confira a música e a letra abaixo.



Empty – Ray LaMontagne
She lifts her skirt up to her knees,
walks through the garden rows with her bare feet, laughing.I never learned to count my blessings,I choose instead to dwell in my disasters.I walk on down the hill,through grass, grown tall and brownand still its hard somehow to let go of my pain.On past the busted back of that old and rusted Cadillacthat sinks into this field, collecting rain.Will I always feel this way?So empty, so estranged.
And of these cut-throat busted sunsets,
these cold and damp white morningsI have grown weary.If through my cracked and dusted dime-store lipsI spoke these words out loud would no one hear me?Lay your blouse across the chair,let fall the flowers from from your hairand kiss me with that country mouth, so plain.Outside, the rain is tapping on the leaves,to me it sounds like they’re applauding us the the quiet love we’ve made.Will I always feel this way?So empty, so estranged.
Well I looked my demons in the eyes,
laid bare my chest, said "Do your best, destroy me.You see, I’ve been to hell and back so many times,I must admit you kind of bore me."There’s a lot of things that can kill a man,there’s a lot of ways to die,listen, some already did that walked beside me.There’s a lot of things I don’t understand,why so many people lie.Its the hurt I hide that fuels the fire inside me.Will I always feel this way?So empty, so estranged.

Se quiser ver a tradução da letra, clique aqui.

Que surpresas será que Ally guarda para nós nesta nova aventura? Pela música, o que você acha que está por vir?

sexta-feira, 8 de julho de 2011

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE “CROSSED”

Para aliviar um pouco a ânsia dos fãs da trilogia “Destino”, Ally Condie respondeu em seu blog algumas perguntas que ela recebe frequentemente por e-mail. Se você mal pode esperar pela continuação da aventura de Cassia, Ky e Xander, este post pode ter o mesmo efeito dos comprimidos verdes.



Qual é a data de lançamento de “Crossed”?
1ª de novembro de 2011. (Nos EUA.) Mal posso esperar!

Por que tanto tempo? Você não pode escrever mais rápido?
Não, eu realmente não posso. Um livro por ano é o passo certo para mim. Levo tempo para acertar a história. Eu funciono desse jeito. E também é bem comum para livros em série saírem com um ano de diferença entre si.

Você fará tour para promover “Crossed”?
Acredito que sim. Ainda não sei para onde vou, mas vou atualizar a página de eventos do blog assim que souber mais.

A garota na bolha da capa deste livro é a mesma modelo do primeiro livro?
Sim, é ela. E posso dizer outra vez o quanto eu amo a capa?

Até agora, os livros têm tido as cores dos comprimidos (verde, azul). Isso é intencional?
É, sim.

O banner do seu blog mudou para azul! É para combinar com a capa de “Crossed”?
Sim! A designer que fez o verde atualizou. O nome dela é Rachel Coleman e tudo que ela faz é lindo.

Como faço para conseguir uma ARC?
Uma ARC (Advance Reading Copy) é uma cópia para leitura prévia do livro, uma que a editora envia para algumas pessoas para gerar boca-a-boca. Eles geralmente mandam estes livros para críticos e pessoas que tenham fóruns sobre livros. Se você escreve críticas para um jornal ou revista, é um bibliotecário ou professor, você tem mais chances de receber uma ARC porque você estará em algumas conferências onde editoras promovem livros. As editoras entram em contato com quem receberá as prévias. Lembre-se, exigir ARCs nunca é o jeito certo para consegui-las. Educação e profissionalismo são a chave para tentar se estabelecer como alguém com quem a editora quer trabalhar.

Você pode me mandar uma ARC?
Gostaria de poder! A verdade é que eu vou receber um número muito pequeno de ARCs. Com o tempo, eu guardo uma e dou algumas para aqueles que me ajudaram a escrever o livro. Eu não tenho mais nenhuma para enviar.

Ally também falou um pouco da trilha sonora de “Crossed”, mas A Sociedade está preparando posts especiais para vocês sobre estas músicas. Será que elas merecem entrar na lista das 100 Canções? Enquanto isso, conheça a trilha sonora de “Destino”, clicando aqui.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

“CROSSED” É O FAVORITO DE ALLY CONDIE

A autora da trilogia “Destino”, Ally Condie, disse em seu blog que o próximo volume da aventura de Cassia é o seu preferido até agora.


Ally assinando uma prévia de “Crossed”

“Eu já disse que ‘Crossed’ é a coisa favorita que já escrevi. Parte disso é por causa do cenário, que é muito baseado no meu amado sul de Utah, parte é porque trabalhei tão duro nesse livro e sinto que ele verdadeiramente se tornou o que eu esperava que se tornasse, e parte é por causa dos personagens. Não acho que seja surpresa para alguém que tenha lido meus livros quando digo que sou a mais interessada nas pessoas nas histórias – o que elas estão fazendo, como elas se sentem, por que se sentem assim. Esse é sempre meu foco – não posso evitar – e desfrutei muito dessa parte da jornada de Ky, Cassia e Xander.”

O lançamento de “Crossed” será em novembro nos EUA e não deve demorar muito para chegar no Brasil. O que será que Ally preparou para nós? Estão ansiosos?

segunda-feira, 4 de julho de 2011

NOVA IMAGEM DE “DESTINO”

Ally Condie, autora da trilogia “Destino”, publicou em seu blog uma imagem que estará na contracapa de uma das versões do livro, que será lançada em setembro deste ano.



Confira a tradução do texto da imagem:

Cassia sempre confiou nas escolhas da Sociedade.

E quando seu melhor amigo aparece na tela dos Pares, Cassia tem certeza de que ele é certo para ela… Até que ela vê outro rosto piscar por um instante antes da tela escurecer.


Agora ela encara escolhas impossíveis: entre Xander e Ky.

Entre a única vida que ela conheceu e um caminho que ninguém se atreve a seguir… Entre perfeição e paixão.

A Sociedade os uniu, mas o amor os libertou.

Na Sociedade, Funcionários decidem.
Quem você ama.
Onde você trabalha.
Quando você morre.

O que vocês acharam? Esta versão do livro já está em pré-venda nos EUA. Acesse sempre o blog da Sociedade para saber de tudo que cerca o universo de “Destino”.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

REBELDIA NÃO LEVA A NADA

Estamos muito satisfeitos de ver que vocês continuam do nosso lado, em prol do bem-estar e de uma vida melhor, e que compreendem que a invasora do blog claramente não sabia do que estava falando.

Entretanto, há aqueles que ainda se posicionam a favor dela. Voltamos a ressaltar que isto é loucura. Não há qualquer razão para temer ou enfrentar A Sociedade. Por isso, pedimos gentilmente que mudem de ideia. Vão à biblioteca ou ao museu mais perto da casa de vocês e estudem nossa História. Vocês verão que A Sociedade só tem benefícios a oferecer.

Desencorajamos atitudes rebeldes e reforçamos que aqueles que as tiverem receberão o tratamento adequado.

Sigam o exemplo de Províncias como a de Vitória, no Espírito Santo, onde cidadãos como Martha e Joe estão fazendo o que está ao seu alcance para manter o ambiente pacífico, tranqüilo e de acordo com as normas da Sociedade.

Continuem confiando na Sociedade. Trabalhamos sempre para garantir uma alta qualidade de vida para você, sua família e seus amigos.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

JÁ ESTÁ TUDO RESOLVIDO

Olá, Cidadãos, estão todos bem?

Nos últimos dias, o blog sofreu um ataque de uma Cidadã rebelada, que nos enxerga como um sistema negativo. Trabalhamos dia e noite para assegurar segurança, boa alimentação, conforto, saúde, opções construtivas de lazer e tudo mais que nos torna superiores às sociedades anteriores à nossa. Vocês sabem disso. Mesmo assim, há aqueles que insistem em inventar mentiras para provocar o caos. Não se deixem enganar. A rebelião não tem nenhum benefício a lhes trazer.

Já recuperamos o controle total do blog e voltaremos a postar regularmente. Foi tudo um pequeno erro do sistema. Como vocês sabem, a tecnologia pode falhar, mas o conhecimento, não. E temos o conhecimento ao nosso lado, sendo usado para evitar que problemas desta categoria voltem a ocorrer.

A invasora já está sendo identificada e receberá tratamento médico adequado, uma vez que é evidente que ela sofre de distúrbios mentais.

Trabalhamos sempre em prol do seu bem-estar. Continue confiando na Sociedade.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

O COMEÇO DA REVOLUÇÃO

Fico feliz em saber que vocês finalmente resolveram abrir os olhos e enxergar A Sociedade pelo que ela realmente é. Como disse JC, quem melhor do que nós mesmos para dizer o que é melhor para nossas vidas?

Entretanto, nem todos concordam em iniciar uma revolta o quanto antes. Gisele acha que devo apenas expor minha opinião, mas sem incitar vocês a fazerem algo a respeito. Concordo com você em algumas partes, Gisele, mas A Sociedade está cada vez mais forte e precisamos, sim, fazer algo o quanto antes para mudar isso. Estou dentro do sistema, como todos vocês, mas estou tentando escapar – e levar vocês comigo.

Estou orgulhosa de Martha, que já está organizando uma reunião de rebelados na Província de Vitória, no Espírito Santo. O encontro acontecerá dia 2 de julho e ela convoca todos que puderem ir para participar.

Você também está organizando um encontro de rebeldes? Falem comigo que eu divulgo aqui, bem na cara da Sociedade.

Estou muito feliz mesmo de ver que vocês estão finalmente começando a agir.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

RESISTÊNCIA

O vírus está cumprindo bem seu papel. Pela primeira vez, consegui postar aqui duas vezes consecutivas. E se tudo der certo, também vou escrever para vocês amanhã. E depois, depois, depois...

A maioria de vocês deve achar que sou louca, mas para aqueles que acreditam em minha palavra, tenho uma proposta. Vamos nos reunir e criar uma Resistência contra A Sociedade.

Não posso deixar meus contatos aqui. Se eu publicar algum, os Funcionários virão atrás de mim, obviamente.

De qualquer forma, quem quiser se juntar a mim e à Resistência, comece a encher o blog de comentários contrários a tudo que a Sociedade propuser. Nada vai mudar se não fizermos nada. Se A Sociedade é tão boa, ela não tem nada a temer e poderá justificar tudo o que questionarmos a respeito dela.

A Sociedade gosta de dizer que trabalha sempre em prol de nosso bem-estar. Chegou a hora de pôr este trabalho a prova. Juntem-se a mim! Questionem!

Manterei contato.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

VOCÊS SÃO MARIONETES!

Estou muito decepcionada com vocês... Sempre que consigo invadir o sistema, dou para vocês uma nova informação que mostra o quanto A Sociedade não presta, mas vocês nunca questionam, nunca vão contra ela. Simplesmente acatam a tudo e batem palmas. Não enxergam – ou não querem enxergar? – que é tudo um esquema de manipulação, que atinge até mesmo os Funcionários. Só os de alto escalão sabem o que realmente acontece, e que tudo não passa de um espetáculo de marionetes.

A Sociedade é uma ditadura! Esse vídeo que eles postaram deixa isso bem claro. Eles mascararam tudo dizendo que é o melhor para vocês. Mas quem melhor que vocês mesmo para determinar isso? Não se deixem levar! Não aceitem o que é imposto! Sim, imposto. Ainda que de forma a parecer apenas uma orientação gentil, tudo o que A Sociedade faz é impor.

Eu cansei disso, e ficaria feliz se vocês se virassem contra o sistema também. Quero comer o que der vontade, sair de casa quando bem entender e amar quem eu quiser, sem que o tal do Sistema de Pares me diga com quem devo ficar.

Dessa vez consegui colocar um vírus aqui. Acredito que A Sociedade não conseguirá reverter a situação antes do fim do feriadão. Enquanto isso, vou dando notícias. Espero que vocês me dêem algum retorno.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O ARBORETO



Alguns Cidadãos confundem as coisas e pensam que o futuro é puro concreto e metal. Não é bem assim. Os Funcionários trabalham sempre para garantir a preservação do meio ambiente.

As sociedades anteriores à nossa eram destrutivas. Por isso alguns de vocês talvez conheçam apenas áreas com muito cinza e pouco verde. Mas da mesma forma que existem as Cidades, existem os Campos, as Florestas e diversos outros tipos de habitat para os mais diversos seres vivos.

Para trazer um pouco desta explosão de vida para as regiões urbanas, A Sociedade garante que cada Cidade tenha seu Arboreto, uma grande cúpula onde são preservadas e estudadas muitas espécies de vegetais.

O Arboreto se localiza, geralmente, na parte mais externa de cada Cidade, para estar sempre perto da natureza. Nas colinas e bosques próximos aos Arboretos, é comum a prática de trilhas como atividade de lazer.

E você, já visitou o Arboreto da sua Cidade?

sexta-feira, 17 de junho de 2011

A SOCIEDADE ESCOLHE POR VOCÊ

Sua vida não seria mais fácil se você não precisasse decidir que roupas vestir, quais são os melhores alimentos para sua nutrição, quem é a pessoa que vai fazer sua vida mais feliz?

Na Sociedade, você não precisa. Os Funcionários fazem isso por você. Nas sociedades passadas, alguns cidadãos ficavam com as pessoas erradas. Gradualmente, A Sociedade  garantiu que todos ficassem com seu Par correto.

Você não pode fazer escolhas, pois A Sociedade não quer que você cometa erros. Cuidamos de tudo para facilitar a sua vida.





Venha para A Sociedade! Aqui fazemos de tudo para garantir o seu bem-estar.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

OS COMPRIMIDOS

Ontem, os Cidadãos Júlio César Cristaule e Joelmir Gomes externaram a vontade de tomar alguns dos comprimidos. Ressaltamos que eles não devem ser tomados a menos que haja necessidade real ou indicação clara de um Funcionário.

Caso você não se lembre quais são e para que servem os comprimidos, A Sociedade esclarece. São três pílulas: uma azul, uma verde e uma vermelha.



A azul contém nutrientes suficientes para manter você com vida por vários dias, desde que beba água adequadamente. Você as tem desde seus 10 anos de idade – antes elas ficavam com seus pais, lembra? Ela deve ser usada em casos de desnutrição, que não são nada comuns, devido à alimentação balanceada que você recebe em casa pela Sociedade.

A verde acalma em momentos de tensão e nervosismo. É indicada para quando os ânimos se exaltam e você sente que não pode manter o controle por muito tempo. Você pode carregar este comprimido desde os 13 anos.

Quanto à vermelha, você não precisa saber. Se acontecer de seu uso se tornar necessário, um Funcionário de alto escalão lhe dará ordens expressas para tomá-la. Desde os 16 anos, você a tem consigo.

A Sociedade trabalha sempre para garantir o seu bem-estar. Continue confiando em nós.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

NOVOS PARES

Para ninguém passar o Dia dos Namorados sozinho, A Sociedade usou o Sistema de Pares para dar a todos alguém com quem passar o domingo. Na página oficial da Sociedade no Facebook, os Funcionários organizaram uma promoção para premiar novos Pares com um exemplar de “Destino”;

Os Cidadãos deveriam descobrir seu par, tirar um print do resultado, postar na página e encontrar seu par no Facebook para que ele ou ela curtisse a imagem. Os primeiros três participantes a terem a foto comentada por seu Par foram os vencedores. Conheçam os novos e satisfeitos casais formados pelo Sistema de Pares!




Se você passou o Dia dos Namorados na condição de Solteiro e não está feliz com isso, entre já no site oficial da Sociedade e acesse o Sistema de Pares! Sozinho ou a dois, A Sociedade preza pelo seu bem estar.